terça-feira, 24 de agosto de 2010

"Amor I love you" e O primo Basílio

Queridos,


não deixem de escutar a música “Amor I love you”, de Marisa Monte e Arnaldo Antunes (caracterizados como Luísa e Basílio!):


http://www.youtube.com/watch?v=5TdTacizYdA&feature=search


Detalhe: notem que luxo Arnaldo recitando uma famosa passagem de O primo Basílio, de Eça de Queirós:

“E Luísa tinha suspirado, tinha beijado o papel devotamente! Era a primeira vez que lhe escreviam aquelas sentimentalidades, e o seu orgulho dilatava-se ao calor amoroso que saía delas, como um corpo ressequido que se estira num banho tépido; sentia um acréscimo de estima por si mesma, e parecia-lhe que entrava enfim numa existência superiormente interessante, onde cada hora tinha o seu encanto diferente, cada passo conduzia a um êxtase, e a alma se cobria de um luxo radioso de sensações!"
(Queirós, Eça de. O primo Basílio. 15ª edição, São Paulo: Ática, 1994, p. 134)

Então, o que me dizem?

3 comentários:

Jérsica Lins disse...

lindíssimo. eça só poderia estar apaixonado...

Jota disse...

Perdoe-me discordar,na minha opinião, nem Flaubert, nem Eça, nem Antunes estavam apaixonados. A minha leitura dessa música indica justamente uma crítica (negativa) ao amor romântico.

Unknown disse...

Concordo. A crítica ao amor romântico presente neste trecho é um tapa na cara dos apaixonados.